Skip links

Liga propõe reduzir campeonato para 16 clubes em 2022/23

Propostas incluem eliminatória de acesso ao “play-off” de subida à I Liga, meias-finais da Taça de Portugal a um jogo e em campo neutro, e reestruturação da Taça da Liga, entre outras.

 

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) propõe a redução do campeonato de 18 para 16 equipas na temporada 2022/23.

A LPFP realizou, esta quarta-feira, mais uma edição das Jornadas Anuais, com 37 reuniões em oito grupos de trabalho distintos. Das várias sessões, saiu um plano de reestruturação do futebol português.

A principal proposta é a redução da I Liga das atuais 18 equipas para 16 em 2022/23, com o intuito de evitar sobrecarga do calendário, face à proximidade do Mundial 2022, no Qatar. Esta alteração permitiria “a preparação do novo ciclo da UEFA 2024/2027”, lê-se em comunicado.

A LPFP também propõe a criação de um “play-off” entre o terceiro e o quarto classificados da II Liga, a uma partida, em casa do primeiro.

O vencedor disputaria, depois, um segundo “play-off” frente ao 16.º classificado da I Liga, com o acesso ao principal escalão em jogo. Este mesmo formato da II Liga seria, então, replicado para o Campeonato de Portugal, sob o abrigo da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

 

Taças. Uma mais rápida, outra reestruturada

 

Quanto à Taça de Portugal, que é igualmente organizada pela FPF, a Liga de Clubes e as Sociedades Desportivas sugerem que as meias-finais passem a ser disputadas apenas a uma mão e em campo neutro.

As mudanças estruturais propostas para a Taça da Liga, esta, sim, organizada pela LPFP, são profundas. Desde logo, o organismo pretende que a prova passe a disputar-se em três fases diferentes, a primeira com 16 equipas da II Liga e 12 equipas do principal escalão, com exceção daquelas que participem nas competições internacionais.

A segunda fase seria disputada entre as 14 equipas qualificadas da ronda inicial mais duas equipas que disputarão a Europa Conference League, nova competição europeia de clubes introduzida pela UEFA.

A terceira ronda da prova introduziria uma fase de grupos com 12 equipas (oito da segunda fase mais os quatro melhores classificados), com quatro grupos de três formações. O vencedor de cada grupo qualificar-se-ia, então, para a Final Four da Taça da Liga.

(em atualização)

 

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment