Skip links

Zanga por drogas termina com morte à facada

Terá sido uma zanga, relacionada com o tráfico e consumo de drogas, que levou Carlos, de 22 anos, a matar à facada Silvano José Francisco, de 29, na madrugada desta terça-feira, 30 de março.

 

Terá sido uma zanga, relacionada com o tráfico e consumo de drogas, que levou Carlos, de 22 anos, a matar à facada Silvano José Francisco, de 29, na madrugada desta terça-feira, 30 de março.

Os dois estavam com irmão do homicida e de dois amigos da vítima na casa do primeiro, em Marinhais. Silvano, DJ e rapper, ainda foi levado pelos amigos para casa, mas morreu no chão da casa de banho, frente à companheira e da filha de apenas 2 anos.

Todos os sobreviventes terão sido detidos. O homicida, o irmão, Rúben, de 29 anos, e os dois homens que acompanharam Silvano Francisco.

Uns ficaram com a GNR e Carlos com a PJ de Lisboa. Deverão ser hoje presentes a tribunal. Tudo aconteceu por volta das quatro da manhã. O grupo estaria em convívio mas desentendeu-se porque Silvano terá tentado cobrar uma dívida.

Homicida sacou de navalha

Na troca de agressões, Carlos sacou de uma navalha e atingiu a vítima com vários golpes. Silvano ainda se arrastou para o exterior, onde os dois amigos o agarraram.

Ferido com extrema gravidade, foi colocado no banco de trás de uma viatura e levado para casa, a cerca de 8 km. A GNR já os esperava, após ter sido alertada para uma suposta tentativa de assalto.

O socorro chegou logo depois. Mas Silvano já estava morto e não reagiu às tentativas de reanimação.

A PJ assumiu a investigação e deteve Carlos. De acordo com o CM, a sua versão e do irmão, que se defenderam da invasão à casa onde vivem com a mãe, foi colocada de parte pelos investigadores.

Fonte: Impala.

 

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment