Skip links

Ponte da Barca| “A casa da minha mãe está a apodrecer e os responsáveis lavam as mãos!”

Uma família residente na freguesia de Magalhães, concelho de Ponte da Barca, vive atualmente desesperada sem saber a quem mais recorrer para solucionar o problema que os embarga desde o mês de dezembro

“a casa da minha mãe está a apodrecer porque desde há quase um mês a habitação fica inundada todos os dias. As águas do rego público deitam agora toda a água para o interior da habitação da minha mãe. Isto porque depois das obras feitas na casa do vizinho a Câmara deu canos de tamanho inferior e agora o caudal é muito abundante e a casa da minha mãe é uma autêntica cascata”. 

Pub 

A família, já comunicou, inúmeras vezes, o sucedido à Câmara Municipal de Ponte da Barca

“num primeiro momento, quando as inundações começaram a acontecer, liguei para a Câmara Municipal  para informar o problema. Uma vez que o rego é público, ou seja, da responsabilidade da Câmara Municipal. Mas jamais consegui falar com alguém. Depois de imensas tentativas sem resposta redigi um mail, dia 21 de janeiro”.

No mail enviado pela família à Câmara Municipal pode ler-se

“após vistoria por parte da companhia de seguros em casa de minha mãe, venho por este meio solicitar a emissão de um relatório técnico da vistoria efetuada pela arquiteta Gisela Paredes à referida habitação.  Irá ser iniciado um processo judicial para apurar a responsabilidade pelos danos na habitação, sendo a Câmara Municipal de Ponte da Barca responsável pela fiscalização das obras particulares solicito também um parecer técnico relativo à casa contígua à afetada pela inundação. É de lamentar uma instituição como a Câmara Municipal não ter feito ainda nada para alterar temporariamente o curso do rego!”

A família, que ainda sofre com as constantes inundações dentro da habitação encontra-se à espera do parecer técnico da vistoria que foi realizada no mês de dezembro uma vez que, como afirmam

“é um rego público, e é competência da Câmara Municipal. Só que isto já se tornou o jogo do empurra…o empreiteiro que fez as obras na casa do vizinho diz que a responsabilidade é da Câmara, a Câmara diz que a responsabilidade é do empreiteiro e assim vamos”…

Os danos na habitação já começam a ser visíveis. Rodapés podres, armários embutidos a descolarem

“se isto continuar assim não sei o que irá acontecer. Um dos nossos familiares até já fez uma ‘engenhoca’, uma pequena barragem para desviar a água que entra em casa para um ralo. Mas são só remedeios. Porque a realidade é que os responsáveis estão a lavar as mãos e a casa continua a ser alvo de constantes inundações.”

Pub

Os elementos de esta família contactaram o PV para dar conta da situação por se sentirem

“abandonados e sem meios para resolver a situação. Pode ser que publicando a nossa história e aquilo que se está a passar os responsáveis ganhem vergonha e o problema seja resolvido”, garantem.

Até à publicação desta notícia não nos foi possível obter esclarecimentos por parte da Câmara Municipal de Ponte da Barca sendo que a possibilidade do contraditório está em aberto.

Por sua parte a família quis enviar os vídeos que evidenciam o estado das ‘inundações’ naquela habitação.

Pub

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment

  1. Que falta de sensibilidade dos presidentes, sim porque o da junta também é tão culpado como o da câmara. Está visto que apesar de serem grandes, ainda não têm tamanho para o cargo que ocupam.
    Falta-lhes respeito, humildade, e agradecimento por quem os colocou a onde estão agora.
    Mas o povo não dorme.

  2. UMA VERDADEIRA VERGONHA!
    Portugal no seu melhor como sempre!
    Como assim ninguém faz nada ? Onde está o presidente da câmera para ajudar esta família? Se ninguém fizer nada a família devia ir para a comunicação social pois assim tudo se resolve!

  3. Se isto fosse na casa do presidente da câmara já estava arranjado,pouca vergonha e falta de respeito por esta família.

  4. Que vergonha a Câmara Municipal não se preocupa com os mais isso já era sabido a muito tempo mas agora estou a mostrar que os boatos que correm pelo Conselho são verdadeiros.
    Tenha vergonha Senhor Presidente quando foram as eleições disse que estava do lado dos Barquenses estava pronto para ajudar todas as pessoas que o sulicitassem e agora não faz nada pois claro todos quer peleiro na altura das eleições conhece toda a genta e faz tudo mas quando chega a hora do vamos ver la se vais tudo tenha vergonha e ajude está familia e todas que o pressezarem pois é o seu dever é para isso que foi ai colocado e uns canos da água não são assim tão caros

  5. A camara Municipal não têm respeito por esta família, é uma vergonha, a responsabilidade deles é fugir. Meu deus