Skip links

Autarcas começam a ser vacinados esta semana

Esta era a semana em que devia arrancar a nova etapa da primeira fase da vacinação contra a Covid-19 — que abrange os idosos acima dos 80 anos e também um conjunto de decisores políticos incluindo os presidentes das câmaras municipais. Mas ainda não estão implementados os procedimentos a adotar, sobretudo no que diz respeito ao modo como será distribuída a vacina aos autarcas.

Ainda não se sabe quantos políticos serão vacinados

Inicialmente, a primeira das três fases do plano de vacinação contra a Covid-19 em Portugal deveria incluir apenas três grandes grupos de pessoas: 1) os profissionais da chamada “linha da frente”, como profissionais de saúde e outros trabalhadores das unidades de saúde, 2) as pessoas com mais de 50 anos e um conjunto de patologias graves associadas aos casos mais complexos de Covid-19, e 3) os profissionais e residentes dos lares de idosos.

O plano de vacinação está, porém, envolvido em controvérsia desde os primeiros dias: logo ao início, devido à não inclusão dos idosos na primeira linha de prioridade, como acontece na maioria dos países; depois, devido ao lugar que nela deviam ocupar os titulares dos principais órgãos de soberanias, do Presidente da República ao primeiro-ministro, passando por vários políticos.

Após a chegada das primeiras vacinas e as críticas públicas, a task-force que coordena o plano de vacinação anunciou um conjunto de alterações à ordem das prioridades, nomeadamente a inclusão de todos os idosos acima dos 80 anos — independentemente do quadro clínico — e a vacinação prioritária de decisores políticos relevantes para o funcionamento do Estado. Para estes, foram reservadas 2 mil doses de vacinas, que serviram para vacinar mil pessoas (devido às duas doses necessárias). Porém, a inclusão de um tão grande número de decisores políticos não tem sido consensual.

Fonte: Observador

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment