Skip links

Morgues cheias e atraso nas cremações devido ao aumento de mortos por Covid-19

O aumento da taxa de mortalidade registada no último ano devido à pandemia da Covid-19, e, sobretudo, no início de 2021, tem provocado atrasos nas cremações e exaustão das morgues. Os hospitais estão a apostar na criação de contentores frigoríficos para dar resposta ao número elevado de mortos, avança a imprensa nacional.

O Hospital de Viseu e a morgue desta unidade foi uma das instituições que perdeu capacidade de resposta. Vários agentes funerários queixam-se de que “há dias em que há corpos fora das arcas frigorificas”. 

Fonte: CM

 

Segundo a imprensa nacional as cremações têm sofrido uma lista de espera de uma semana, o que é bastante superior à habitual espera de dois dias.

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment