Skip links

Alto Minho com duas das estradas mais perigosas de Portugal

A28, entre Porto e Vilar de Mouros, e a A3, entre Porto e Valença, também são consideradas das estradas mais perigosas que Portugal tem.

Pub

 

O IC19 é uma das vias com mais pontos negros. Número de mortes nas estradas desceu nos últimos anos, mas o excesso de velocidade continua a ser a infração mais cometida.

De norte a sul do país, as estradas portuguesas são onde muitos acidentes acontecem diariamente, alguns dos quais com desfechos trágicos. De acordo com os números mais recentes da Autoridade Nacional da Segurança Rodoviária (ANSR), que remontam a 2018, são 60 os pontos negros identificados, mais dez do que em 2017, sendo o IC19 – com nove –, que liga Sintra a Lisboa, a estrada portuguesa com mais pontos negros – troços com um máximo de 200 metros de extensão onde se tenham registado pelo menos cinco acidentes com vítimas durante um período de um ano.

Pub

Logo a seguir surge a Estrada Nacional (EN) 10, entre Vila Franca de Xira e Setúbal, pela margem sul do rio Tejo, com oito pontos negros, seguindo-se a A2 (Autoestrada do Sul), com seis. Já a A5, que liga Lisboa a Cascais, apresenta cinco pontos negros e em quinto lugar da lista está a A20 (Circular Regional Interior do Porto), com quatro.

O IC17, que liga Sacavém a Algés, o IC2, entre Lisboa e Porto, o IC29, entre Porto e Gondomar, o IC20 ou Via Rápida da Costa da Caparica, a EN14, entre Porto e Braga, a EN125, entre Vila do Bispo e Vila Real de Santo António.

Fonte: jornal ionline.pt

Pub

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment