Skip links

Medicina| Bebé de sete meses é salvo por um cateterismo

A intervenção, pioneira em Portugal, foi realizada no Hospital de Santa Marta, em Lisboa. Não há registos de um paciente tão novo a ter realizado esta operação no pais. Bebé tem sete meses. 

A informação é avançada pela TVI24. O Hospital de Santa Marta, em Lisboa, realizou pela primeira vez em Portugal um tratamento por cateterismo para salvar um bebé de sete meses que sofria de taquicardia resistente aos medicamentos, que o levava a internamentos constantes.

O procedimento foi realizado no final de outubro no laboratório de aritmologia, pela equipa do Serviço de Cardiologia Pediátrica do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa (CHULC), e desde então o bebé não teve mais nenhum episódio de taquicardia.

Esta técnica é utilizada para tratamento de arritmias em idade pediátrica, mas em crianças com idades a partir dos 8, 10 anos, dependendo do seu desenvolvimento. Esta foi a primeira vez que se realizou num bebé em Portugal, disseram os cardiologistas à agência Lusa.

O bebé, com sete quilos, já tinha sido submetido a duas cirurgias por uma malformação congénita do coração e tinha taquicardia resistente a todos os medicamentos, estando muitas vezes internado, uma situação que levou os médicos a decidir realizar o tratamento invasivo por cateterismo.

Para o cardiologista, o desafio foi eminentemente técnico: “o tamanho do coração do bebé é tão pequeno que manipular estes materiais dentro do coração, localizá-los e depois fazer um procedimento com segurança é algo que exige muito esforço e muito treino”.

No caso deste bebé, ainda era “mais complexo” tinha problemas na estrutura do coração, já operado, e o acesso que tinham para chegar ao coração era uma veia no pescoço. “Os elétrodos quase ocupavam o volume disponível dentro do coração” e encontrar ali “algo milimétrico” é muito difícil.

A diretora do Serviço de Cardiologia Pediátrica do CHULC, Fátima Pinto, contou que já tinham realizado este procedimento a crianças com 10, 15 quilos, mas com este peso e esta idade foi o primeiro caso em Portugal.

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment