Skip links

Vacina contra a Covid-19 pode vir a ser distribuída em janeiro

Haverá mais do que uma vacina disponível em 2021. Vai demorar pelo menos um ano para vacinar os europeus.

O diretor da Agência Europeia de Medicamentos (EMA), Guido Rasi, anunciou que a organização está a ponderar dar um parecer positivo a uma primeira vacina contra a Covid-19 “até ao final do ano”, para que esteja pronta para distribuição já “a partir de janeiro”. A EMA confirmou que já recebeu os primeiros dados clínicos da farmacêutica Pfizer e os dados pré-clínicos da Astrazeneca.

Numa entrevista ao jornal italiano ‘Il Sole 24 Ore’, Rasi avançou que em princípio haverá “mais de uma vacina em 2021, até seis ou sete”, mas que no início “não será para todos”. Guido Rasi acrescentou que a distribuição da vacina vai começar “pelas classes mais expostas, como os idosos e os profissionais de saúde, tentando bloquear as pontes de transmissão”.

 

O diretor da EMA diz que é necessário vacinar “mais de metade” da população europeia para que se consiga assistir “a um declínio da pandemia”, o que, segundo a agência europeia, exigirá “pelo menos 500 milhões de doses na Europa” e “pelo menos um ano” para que se consiga vacinar todos.

 

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment