Skip links

Homem idoso convencido que a mulher o traía arrasta-a até à GNR para esta confessar

Homem de 82 anos tinha 11 armas e mais de 500 munições para ameaçar vítima. Mulher de 79 anos sofreu maus-tratos ao longo de cinco décadas.

 

A notícia foi avançada pelo JN e avança que um homem, um homem com 82 anos arrastou a esposa, de 79, até ao posto da GNR, para que esta confessasse aos guardas o adultério e identificasse os amantes.

O caso ocorreu em Felgueiras, na semana passada, e foi o último episódio num casamento com mais de 50 anos, durante o qual a mulher, apesar de sempre ter mostrado subserviência ao marido, não evitou ser alvo de constantes agressões.

 

O idoso, tinha em casa, oito armas de fogo, duas facas e uma catana, que foi adquirindo, de forma ilegal, ao longo dos anos. Ainda quando tinha sido obrigado pelo juiz a abandonara residência, o octogenário continuava a viver com a vítima, na mesma habitação.

O homem entrou no posto da GNR convencido de que, na presença dos guardas, a esposa iria, finalmente, confessar a infidelidade. Mas quando disse ao que ia, imediatamente foi separado da mulher, e acionaram o Núcleo de Investigação e Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE) de Penafiel.

No dia seguinte, os guardas recolheram o testemunho da vítima e, no final, acompanharam a septuagenária a casa. Quando chegaram à residência mulher terá sido recebida pelo marido novamente com ameaças e os agentes detiveram o idoso.

 

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment