Skip links

País| Reservas de sangue estão com níveis críticos

Sangue do tipo O+ e A+ são as mais penalizadas

Na notícia, avançada pelo jornal O Observador, a Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue ‘apelou aos portugueses para darem sangue, sobretudo entre os 24 e 45 anos, e garantiu que todas as medidas de prevenção estão em prática’.

A federação alertou que as reservas nacionais de sangue estão com níveis críticos dos tipos O+ e A+. Segundo o presidente da Federação, Alberto Mota, as reservas nacionais estão já a ressentir-se com o regresso da atividade hospitalar apelando às pessoas saudáveis, para darem sangue.

A dádiva de sangue consiste na colheita de cerca de 450 mililitros de sangue a pessoas com 18 anos ou mais, ter 50 quilogramas de peso e ser saudável e não demora mais de 30 minutos.

“A pandemia não deve ser motivo de medo. Estamos preparados para receber todos os que nos queiram ajudar, adotando todos os cuidados necessários”, refere Alberto Mota, citado no comunicado.

Fonte: jornal O Observador

Crédito fotográfico: portal SNS

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment