De acordo com um funcionário do Cemitério Parque das Rosas, a mãe carregava os  restos mortais do bebê nos braços e pediu um local para poder trocar a fralda do filho.