Skip links

Ponte da Barca| Oposição ataca executivo. Executivo defende-se, contra-atacando

Os últimos dias nas redes sociais em Ponte da Barca têm sido recheados de ataques e contra-ataques entre as principais forças políticas.

No dia 28 de outubro, o PS acusava o executivo de desleixo, ao deixar os candeeiros partidos há mais de um ano na zona do Poetas. No dia 29, também na zona do Poetas e na Urbanização das Fontaínhas, o PS reclamava a ausência de iluminação pública, alegando uma necessidade de maior respeito pelos comerciantes locais. Já no dia 30, a transparência na contratação de trabalhadores era o tema lançado pelo perfil de Facebook deste partido, apresentando uma moção com o objetivo de uma publicitação prévia, em meios de comunicação locais, das ofertas de emprego, estágios e convites para prestação de serviços.

O PSD respondeu a esta moção na Barca FM, alegando que “todos os passos legais são cumpridos” e que “não pode aceitar que sejam postos em causa os funcionários do município”. Além disso, o autarca referiu à Barca Fm, como resposta ao PS, que “custa ver estes aproveitamentos” e afirmou que esta moção “deixa os funcionários da autarquia sob suspeita e não posso aceitar isso”.

Finalmente, hoje, dia 31 de outubro, Maria José Gonçalves escreve que “o senhor presidente da Câmara faz-me lembrar o antigo ministro da propaganda do Iraque, no tempo de Saddam Hussein. O senhor presidente diz estar tudo bem, que este executivo é exemplar, que os serviços funcionam melhor do que nunca, mas todos nós sabemos que tudo vai de mal a pior”. Com o seu habitual texto intitulado “O Dever de Prestar Contas”, a ex-vice-presidente alega que “a Câmara Municipal já não é só uma verdadeira agência imobiliária, virou também uma verdadeira agência de empregos para amigos e “compadres””, tudo porque, segundo a mesma, na saída de um arquiteto entraram três a substituir, e na saída de um consultor jurídico entraram três novos consultores jurídicos. Maria José Gonçalves acredita que “não há município que aguente tanta despesa. Não há país que se permita a tanto despesismo. Estamos a falar de dinheiro público que é desbaratado num concelho pobre, muito pobre”.

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment

  1. Pois mas sóagora é que a Professora Maria Jo´se acordou? Levou um pontapé no traseiro, disparatou e remeteu-se ao silencio. Mas tem a simpatia do pasquim, nota-se bem. E o Sousa Lobo tem uma avença da Epralima e nem lá poe os pés. Rica oposiçaõ.

  2. Parabéns ao jornal, pelo artigo.
    Estou farto de ler notícias na rádio Barca sempre a tentar enganar os Barquenses, a promover o poder, que é quem tem dinheiro.
    Continuem a ser livres e isentos.
    Parabéns Sra. Vanessa Reitor pela coragem e professionalismo.

  3. Finalmente o PS começa a fazer oposição.
    Viva o PS

  4. Parabéns professora.
    Tenho orgulho em ver que existem mulheres como você.
    Força, não desista, P.Barca precisa de si, e de mais pessoas como a senhora.
    A honra vale mais que qualquer lugar político.

  5. A oposição só sabe criticar.
    Em 12 anos não fizeram nada.
    E agora querem que se faça tudo.

  6. O presidente da câmara tem os dias contados.
    E já falta pouco.
    Que continue com a estratégia de seduzir os presidentes de junta, e que não trabalhe.
    Até á data tem sido só bluff.