Skip links

Ponte da Barca| Funcionária do lar infetada com covid-19 “esteve a dançar na roda do Urca”

Provedor da Santa Casa da Misericórdia, Rui Folha Gomes, após uma funcionária do lar ter testado positivo para covid-19 e ter sido, alegadamente, avistada a dançar na tradicional roda do Urca (Romaria do São Bartolomeu) adiantou, em declarações oficiais, que todos os utentes e funcionários do lar estão a ser testados. 

A funcionária em questão terá sido vista a dançar na tão tradicional roda de dança durante as festas concelhias e em informações chegadas ao PV a direção da instituição enviou, logo após a funcionária ter sido reconhecida a dançar, uma comunicação a todos os colaboradores a pedir que neste tempo de  pandemia e de situação excepcional, agissem de forma responsável.

Uma fonte ligada a instituição terá informado ao PV que a funcionária que tinha sido, alegadamente, identificada num vídeo amador postado nas redes sociais, foi imediatamente colocada em isolamento e depois de testada, deu positivo para covid-19.

A mesma fonte revela que “é uma irresponsabilidade por parte daquela senhora ter feito o que fez. Todos nós estamos sujeitos a ficar infetados até numa ida ao supermercado, disso estamos cientes, mas a saber que trabalhamos com idosos e que o vírus ainda existe e que está a ganhar força ir para as festas e ainda por cima, andar a dançar na roda é uma irresponsabilidade tamanha. Estamos a falar de risco de vida para os nossos utentes!”.

De igual forma ressalva que é necessário proteger a instituição (Santa Casa da Misericórdia) porque em nada é culpada “a direção não pode fazer mas do que aquilo que foi feito. Alertar e pedir o nosso bom senso dos funcionários e colaboradores. Infelizmente a instituição não pode obrigar ninguém a ficar em casa. Aqui a responsabilidade tem de partir de nós próprios funcionários, que sabemos que trabalhamos todos os dias com uma população de risco. Somos nós que temos de proteger os nossos idosos”.

De igual forma o Provedor da Santa Casa da Misericórdia, Rui Folha Gomes, garantiu que os testes estão a ser feitos a todos os idosos e funcionários da instituição e que até ao momento, a situação está controlada. Adiantado também que a funcionária que testou positivo “está em casa, a recuperar e acompanhada pelas autoridades de saúde”.

Esclarecendo ainda que “o plano de contingência criado no início da pandemia continua ativo na nossa instituição e estamos em constante coordenação com as entidades de saúde e Proteção Civil. Sempre atentos e em permanente vigília”.

Anúncio 

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment

  1. E falam dos jovems!Os jovems ainda estão a seguir estes maus exemplos! O comportamento desta senhora é vergonhoso. E quem foram os irresponsáveis que organizaram essas festas? Vergonha!

  2. Como podem dizer que esta pessoa não é digna de trabalhar com pessoas a risco ? Uma vez que foram autorizadas festas e agrupamentos de pessoas pela câmara e autoridades competentes.
    Não acham que devem pedir contas à câmara em vez de criticar uma pessoa que trabalha toda a semana e aproveitou o momento para se divertir ?
    Sim foi uma pouca vergonha essas festas da Barca ! Mas quem foram os irresponsáveis que as permitiram ?

  3. Essa pessoa não é digna de trabalhar com pessoas de risco, deve ser despedida por ter comportamento de risco.

  4. Temos que ser responsáveis ,e não pôr a vida dos outros em risco

  5. Uma irresponsabilidade total , temos que ter consciência dos nossos atos ,e não pôr a vida dos outros em risco,, Espero sirva de exemplo