Skip links

Monção| Reservatório de água operacional para apoio aos bombeiros

𝗡𝘂𝗺𝗮 𝗽𝗮𝗿𝗰𝗲𝗿𝗶𝗮 𝗲𝗻𝘁𝗿𝗲 𝗼 𝗠𝘂𝗻𝗶𝗰𝗶́𝗽𝗶𝗼 𝗱𝗲 𝗠𝗼𝗻𝗰̧𝗮̃𝗼 𝗲 𝗼𝘀 𝗕𝗮𝗹𝗱𝗶𝗼𝘀 𝗱𝗼𝘀 𝗔𝗻𝗵𝗼̃𝗲𝘀, 𝗮 𝗲𝘀𝘁𝗿𝘂𝘁𝘂𝗿𝗮 𝗿𝗲𝗽𝗿𝗲𝘀𝗲𝗻𝘁𝗼𝘂 𝘂𝗺 𝗶𝗻𝘃𝗲𝘀𝘁𝗶𝗺𝗲𝗻𝘁𝗼 𝗽𝗿𝗼́𝘅𝗶𝗺𝗼 𝗱𝗲 𝟱𝟬 𝗺𝗶𝗹 𝗲𝘂𝗿𝗼𝘀.
O reservatório de Água da Cova da Raposa, propriedade dos Baldios dos Anhões, distingue-se na paisagem verdejante pontuada por pequenos núcleos habitacionais, campos de cultivos, manchas florestais, caminhos de terra batida e ventoinhas das eólicas.
Como uma sentinela de vulto imponente, está ao serviço da proteção civil. A sua missão é salvaguardar a população e a floresta. Com capacidade para 400 mil litros, dispõe ainda de uma torneira com agua potável à disposição da população e dos soldados da paz.
A existência desta estrutura neste local diminui, consideravelmente, o tempo de reabastecimento dos helicópteros e dos carros de combate a incêndios, assegurando uma intervenção mais célere e eficaz em caso de incêndio florestal nesta zona de montanha.
Numa parceria entre o Município de Monção e os Baldios dos Anhões, a estrutura representou um investimento próximo de 50 mil euros, tendo a autarquia monçanense contribuído com 25 mil euros. Está operacional e pronto, caso faça falta, a apoiar a atividade dos bombeiros na complexa e corajosa tarefa de conter os fogos florestais. A partir de agora, os soldados da paz contam com um aliado importante.
Para o presidente da União de Freguesias de Anhões e Luzio, Amâncio Alves, o reservatório de água, com quatro metros de profundidade “é um desejo antigo da população agora concretizado, representando uma estrutura de salvaguarda e proteção para Anhões e Luzio e para as freguesias vizinhas”.
De acordo com o autarca monçanense, António Barbosa, as vantagens são grandes “e𝐦 𝐭𝐞𝐫𝐦𝐨𝐬 𝐨𝐩𝐞𝐫𝐚𝐜𝐢𝐨𝐧𝐚𝐢𝐬 𝐞́ 𝐟𝐮𝐧𝐝𝐚𝐦𝐞𝐧𝐭𝐚𝐥. 𝐆𝐚𝐫𝐚𝐧𝐭𝐞 𝐚𝐛𝐚𝐬𝐭𝐞𝐜𝐢𝐦𝐞𝐧𝐭𝐨 𝐝𝐞 𝐚́𝐠𝐮𝐚 𝐞 𝐮𝐦𝐚 𝐢𝐧𝐭𝐞𝐫𝐯𝐞𝐧𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐦𝐚𝐢𝐬 𝐫𝐚́𝐩𝐢𝐝𝐚. 𝐔𝐦𝐚 𝐦𝐚𝐢𝐬 𝐯𝐚𝐥𝐢𝐚 𝐩𝐚𝐫𝐚 𝐨𝐬 𝐛𝐨𝐦𝐛𝐞𝐢𝐫𝐨𝐬, 𝐩𝐚𝐫𝐚 𝐚 𝐩𝐨𝐩𝐮𝐥𝐚𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐥𝐨𝐜𝐚𝐥 𝐞 𝐩𝐚𝐫𝐚 𝐚 𝐩𝐫𝐞𝐬𝐞𝐫𝐯𝐚𝐜̧𝐚̃𝐨 𝐝𝐨 𝐦𝐞𝐢𝐨 𝐚𝐦𝐛𝐢𝐞𝐧𝐭𝐞”.

Anúncio 

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment