Skip links

Alto Minho: faturas da ADAM “estão a cobrar duas vezes o mesmo período”

Estão continuamente a Chegar ao PV novas reclamações relativas às faturas mais recentes de água e saneamento – geridas pela ADAM – águas do Alto Minho.
Entre os 98 e os 470 euros, arcuenses, limarenses e restantes munícipes dos sete municípios aderentes à ADAM confessam-se furiosos com a empresa de gestão de águas bem como com os próprios presidentes de Câmara.
Para além do aumento considerável do preço da água e do saneamento, alguns consumidores queixam-se de faturas com períodos de faturação já pagos.
É o caso de Luís, que recebeu “uma fatura de acerto no valor de 471 euros sem qualquer justificação plausível”. Foi o caso da senhora Maria, arcuense, que já havia pago os “meses de janeiro, fevereiro, março e abril”, e na semana passada recebeu uma fatura de 99, 91 euros que cobrava novamente a água e saneamento desde o dia 01/01/2020.
Para José, outro arcuense indignado à porta dos escritórios da ADAM, “os presidentes de câmara deveriam ter vergonha do que fizeram ao povo e deviam perder as próximas eleições”. Este arcuense gostaria de “ver os políticos com contas de 5000 euros de água para pagar para perceberem a trapalhada que fizeram”. Numa outra crítica à porta dos escritórios de Arcos de Valdevez, Carla, uma jovem de 27 anos, natural de Ponte da Barca, “estava a pensar em ir viver para Arcos de Valdevez mas assim já não dá”. Para ela, “é impensável ir para um município em que a água custa 40 euros quando em Ponte da Barca custa 9 euros”.

Anúncio 

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment