Skip links

Contra a ADAM: manifestação à porta de 7 municípios do Alto Minho

Um grupo de cidadãos do distrito de Viana do Castelo agendou para dia 08 de agosto de 2020, pelas 10 horas da manhã, um conjunto de manifestações à porta dos 7 municípios que colocaram a gestão da água e do saneamento nas mãos da empresa ADAM – Águas do Alto Minho.

Esta manifestação, que segundo os autores terá um tom pacífico mas demonstrativo da injustiça e da indignação da população do Alto Minho, terá como objetivo primordial confrontar os presidentes de câmara dos municípios de Arcos de Valdevez, Caminha, Paredes de Coura, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira.

Depois dos cerca de 15 mil erros nas faturações, do aumento de preço no metro cúbico da água, do aumento de taxas e da recente demissão da administradora executiva, de acordo com os organizadores desta manifestação “as faturas ainda com erros começaram a chegar em força às casas” dos alto minhotos e a contestação voltou a subir de tom nas redes sociais.

O PV recorda que a empresa ADAM – Águas do Alto Minho começou a operar em janeiro de 2020 e é detida em 51% pela Águas de Portugal (AdP) e em 49% por sete municípios do distrito de Viana do Castelo (Arcos de Valdevez, Caminha, Paredes de Coura, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira), que compõem a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho.

Recorda-se ainda que existe uma petição a favor do fim da empresa Águas do Alto Minho em análise na Assembleia da República. Os seus subscritores adiantam que “a luta vai endurecer se as coisas, a julgar pelas faturas agora recebidas, continuarem como estão”.

Esta notícia continua em desenvolvimento no PV – Pasquim da Vila.

Anúncio 

Comments are closed.