Skip links

Já fiz merda!

Então já se passaram os dias de festa! Cada um de nós está, aos poucos, a voltar à rotina. Temos pela frente um ano novo, inteirinho, cheio de oportunidades e quando damos por nós: já fizemos merda!

Há três dias, estávamos todos janotas, de copinho de champagne numa mão e lista de desejos na outra, a ‘enfardar’ as doze uvas, ao som das badaladas e a prometer que este ano 2020 é que ia ser! Uma noite de reflexões e bons desejos! Mas quanto é que nos durou esse sentimento zen de ‘este ano novo sim vou mudar’?!

Se calhar ainda nem tinham passado as primeiras 24 horas do novo ano e lá estávamos nós, a acender aquele cigarrito que juramos nunca mais fumar; a comer aquele restinho de Bolo Rei (que dá pena deitar fora) depois de termos jurado que íamos deixar de parte os doces; a ‘berrar’ com os nossos filhos quando prometemos a pés juntos, que íamos ser mães/pães mais pacientes!!!  Ou então, a cortar na casaca –forte e feio– daquela rapariga que vimos na passagem de ano e que estava mais enfeitada que a vila de Ponte da Barca na época de Natal! 😊 Em fim, a nossa lista de desejos e mudanças durou menos do que ‘o cebo na boca dos cães’, como diria a minha avó!

E sabem por quê acontece isto? Não, não é por sermos todos uns desequilibrados, mas por tentarmos querer mudar à força, sem nos darmos tempo para verdadeiramente refletir. O ano novo entrou, e as mudanças de que tanto precisamos têm de nascer de nós próprios, da nossa força de vontade! Não é por arte de magia que vamos conseguir tudo aquilo que queremos só porque as doze uvas foram -quase- engolidas sem darmos tempo para digerir (as uvas e os pensamentos)!

Creio -e por experiência própria- que devemos aprender a renovar os nossos votos a cada início de ano duma forma diferente. Sem ilusões! Desfrutarmos do nosso copito de champagne e das nossas uvitas sem falsos moralismos, aprendendo a ser mais reais! Por isso, vamos lá desfrutar deste novo ano, assumindo que nem tudo vai ser positivo e que, ainda quando não consigamos cumprir todos os nossos desejos, possamos chegar à próxima passagem de ano para renovar, verdadeiramente e com alguma consciência, os nossos votos.

E que a merda que fizermos em 2020, se torne adubo em 2021! 😊 Sejam felizes!

VANESSA REITOR

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment