Skip links

É DE PESSOAS ASSIM QUE PONTE DA BARCA PRECISA!!!

O fim-de-semana foi chuvoso, frio e convidava a um serão caseiro, frente à TV, com uma manta bem quentinha no sofá! E assim o fizemos na nossa família. Quando a fome apertou a preguiça veio a acompanhar, e como não apetecia andar à volta dos tachos na cozinha, a ementa escolhida foi ir jantar fora! E lá nos dispusemos a rumar até à vila para visitar uma das pizzarias de referência em Ponte da Barca: Di Nando.

A sala estava repleta, pelos vistos afinal não tínhamos sido só nós a nos rendermos à preguiça da cozinha (e ainda bem, pensei eu!) O jantar decorria sem sobressaltos até que a minha filha, de 3 anos, quis ir fazer uma visita à casa de banho, como acontece sempre! Acho que as crianças pequenas têm todas uma predileção pelas casas de banho públicas (sei que as mães que me estão a ler estarão aqui a assentir com a cabeça😊!) então lá fui eu, acompanhar a minha filha à casa de banho. Lá dentro, ouvia-se um bebé a chorar…o som era bastante nítido, mas não era ninguém que estivesse ali, na casa de banho, e rapidamente pensei: o som parece vir da cozinha. A minha filha, que por vezes parece como se adivinhasse os meus pensamentos perguntou: oh mamã, quem é o bebé que está a chorar? E eu disse-lhe: não sei filha, deve ser algum bebé que está na sala. Vamos lá, despacha-te, a nossa pizza arrefece!

Eu sabia bem que aquele choro não provinha da sala, mas sim dos fundos do restaurante, da cozinha. E rapidamente a minha suspeita ficou confirmada quando vi um pequeno bebé sair a correr da cozinha daquele restaurante e vir ter com todo aqueles que estávamos na sala, naquela noite chuvosa de sábado. Confesso que aquele pequenito -que rapidamente se dispôs a brincar com a minha filha- enterneceu-me duma forma especial, e não somente ele, mas também toda a sua família -pai e mãe- donos daquele estabelecimento, pela dedicação, esforço e coragem que têm!

Todos sabemos que ser pais é um grande desafio. E muito mais quando os nossos filhos ainda são bebês. E esta família é de louvar porque como todas as famílias jovens deste país, têm de trabalhar arduamente para conseguir o sustento da sua família e fazem-no todos juntos. Aquele pequenito, ali estava, no seu dia quotidiano, no trabalho dos seus papás, a fazer as delícias de quem olhava para o seu sorriso! Enquanto os seus pais, tinham de estar atentos ao trabalho, que naquela noite era muito, e também a que o pequenito não saísse da sala, ou tropeçasse na sua marcha -ainda muito desequilibrada.

E o tema de conversa na nossa mesa, enquanto as nossas crianças brincavam foi esse: quanta falta faz em Ponte da Barca pessoas assim, como esta família que gere a pizzeria Di Nando. Uma família de jovens empreendedores, lutadores, que arriscam e apostam tudo e que são pessoas com real valor. Com uma família de que precisam cuidar e ainda assim, conseguem ser profissionais de topo e que certamente, estão a formar também homens de bem, na pessoa dos seus filhos que desde muito pequenitos saberão reconhecer o que significa o sacrifício, a responsabilidade e o profissionalismo, mas também o amor e o significado duma partilha sincera.

Tenho a certeza que todos os pais -pelo menos os mais atentos- que estivemos naquela pizzeria, naquela noite, soubemos reconhecer e louvar aquela família. Que apesar das dificuldades que a vida lhes possa apresentar, e ainda quando nem sempre é fácil conciliar uma vida de trabalho árduo, com a vida familiar, eles conseguem esforçar-se, lutar e serem reconhecidos pela excelência que oferecem a todos aqueles que vistam a sua casa.

Por tudo isto um bem-haja à família do Di Nando!

E um beijinho muito especial para o mais pequenito daquela família, que nos roubou o coração!

Escreva um comentário

Nome

Website

Comment

  1. Parabéns Vanessa Reitor sou uma fã sua. Costumo seguir atentamente o seu trabalho no Minho Digital e agora aqui no Pasquim. Adoro a sua maneira de retratar as causas sociais. Tão importantes e ao mesmo tempo, tão esquecidas. Parabéns! Continue. Nós, leitores, cá estaremos à espera de mais um artigo da Vanessa Reitor.

  2. Depois de ler este texto percebi algo que até hoje não tinha conseguido. A atribuição de medalhas de mérito no dia do Município em Ponte da Barca sempre me fez muita confusão. Nunca percebi quais os critérios de avaliação para alguns desses comércios serem merecedores do galardão. Aliás, sempre vi isso como uma palhaçada. Mas este ano, depois de ler este texto compreendi e concordo com a atribuição dessa medalha a esta jovem família. Certamente ganharam um cliente! E como o título diz: é de pessoas como vocês que a Barca precisa. Parabéns a vós. Este é que deve ser o critério de avaliação para honrar o mérito…parabéns ao Município e ao Senhor Presidente da Câmara por esta merecidíssima nomeação ao restaurante Di Nando